Centro de Recursos para a Inclusão

O Centro de Recursos para a Inclusão (CRI) teve início em 2008 e tem como objetivo dar apoio aos alunos com Necessidades Educativas Especiais, que estão atualmente integrados nas escolas do ensino regular. As crianças não frequentam a Instituição, são os técnicos que se deslocam aos agrupamentos para lhes dar o atendimento especializado de que necessitam.
A integração no ensino regular, aposta na autonomia e inclusão, pretende que estas crianças continuem a usufruir das terapias que potenciam as suas capacidades.
Este modelo implica um funcionamento multidisciplinar, onde cada técnico atua na sua área, de acordo com uma perspetiva global do aluno, potenciada pela sua ligação a uma equipa diferenciada, onde cada um é chamado a intervir na sua área de competências específicas de forma concertada, articulando com os professores numa ótica de escola inclusiva.

Entidade Financiadora

Ministério da Educação Dec.-Lei 3/2008

  • Coordenadora/Terapeuta da Fala
  • Fisioterapeuta, Psicólogo e Terapeuta Ocupacional
  • A referenciação e avaliação dos alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE) de carácter permanente;
  • A execução de respostas educativas de educação especial, tais como o treino da orientação e mobilidade e terapias;
  • O desenvolvimento de estratégias de educação que se considerem adequadas para satisfazer as necessidades educativas dos alunos;
  • O desenvolvimento de acções de apoio à família;
  • Actividades de serviços não docente no âmbito da educação especial, tais como terapia da fala, terapia ocupacional e avaliação e acompanhamento psicológico;
  • A transição para a vida pós-escolar, onde se inclui a preparação para a integração em programas de formação profissional e/ou para centros de actividades ocupacional.

Fisioterapia, terapia da fala, psicologia, participação nos Pit´s (nos Agrupamentos e Instituição), avaliações educativas, participação em reuniões, articulação com os professores, hidroterapia e terapia em sala snoezelen.